Cultura Brasileira: no ar desde 1998

 

 

Expressões Latinas de Uso Corrente nas Ciências Humanas

 

 

 
A fortiori – (Com maior força). Com maior razão.
 
A posteriori – com base na experiência. “ Este é o resultado a posteriori da investigação.”
 
A priori – sem fundamento na experiência. “Sua conclusão é a priori.
 
a.D. (anno Domini) – (No ano do Senhor). Indicação para datas após o nascimento de Cristo. Usada também como d.C. (depois de Cristo) e a.C. (antes de Cristo) após a data.
 
Ab absurdo ou reductio ad absurdum – (Pelo ou ao absurdo e redução ao absurdo). Usada em geometria e matemática. Consiste essencialmente em supor verdadeira a proposição contraditória a ser provada e mostrar que ela encerra uma ou várias conseqüências absurdas.
 
Ad hoc – para determinado ato; a propósito. “ Foi nomeado secretário ad hoc  da reunião.”
 
Ab imo corde – do fundo do coração.
 
Ab initio – Do início, do princípio.
 
Ad nutum – com um aceno; sem dar explicações. “Todo ministro é demissível ad nutum pelo presidente da República.”
 
Ab ovo – (Do ovo, desde o ovo). Desde o início, desde a origem.
 
Abditae causae - causa oculta, motivo desconhecido
 
Absens absentis curator esse nequit - Ausente não pode ser curador de ausente
 
Absens heres non erit - Nao há ausentes sem culpa nem presentes sem desculpa
 
Ad astra et ultra - Até os astros e além
 
Ad infinitum – (Ao infinito). Indefinidamente, até o infinito.
 
Ad libitum ou ad lib – (À vontade). À livre escolha.
 
Ad nauseam – (Até o enjôo; uso e abuso) Emprego exagerado do mesmo argumento ou mesma idéia etc.
 
Ad perpetuam rei memoriam - Para que a coisa (ou fato) se perpetue ao infinito
 
Ad usum delphini (Expressão contida nas edições feitas para o Delfino, filho de Luís XIV, nas quais foram tiradas as passagens por demais fortes ou cruas). Usa-se ironicamente a propósito de publicações arranjadas ou expurgadas. Teses, monografias, relatórios, projetos de pesquisa, artigos, resenhas etc.
 
A facto ad jus non datur consequentia - Não se dá consequência do fato para o direito
 
A fructibus eorum cognoscetis eos - Pelos frutos se conhece a árvore
 
Alea iacta est - A sorte está lançada (Júlio César, às margens do Rubicão)
 
Allegatio sine probatione veluti campana sine pistillo est - Alegação sem prova é como sino sem badalo
 
Alpha et omega – o começo e o fim (são a primeira e última letras do alfabeto grego)
 
Amicus curiae - Amigo da corte
 
Amicus Plato, sed magis amica veritas – (Sou amigo de Platão mas mais amigo da verdade). Usada para lembrar que na ciência ou perante erro de pessoa amiga, a verdade deve prevalecer à amizade.
 
Aperto libro – (Com o livro aberto). De livro aberto, sem auxílio de outras anotações.
 
Apud – junto a ; indica a fonte consultada indiretamente.”Só sei que nada sei” (frase de Rui Barbosa, apud “Revista Brasileira de Educação”.)
 
Arbor ex fructu cognoscitur - A árvore se conhece pelos frutos
 
Aurea mediocritas – (Situação entre dois extremos em que a do meio é o melhor). Horácio exalta a situação da classe média, nem rico demais, nem pobre demais.
 
Auri sacra fames – (Sagrada fome pelo ouro). Ganância, impulso ou empenho em conseguir lucro. Motivo de colonização de exploração em oposição à colonização de povoamento.
 
Avis ara ou rara avis in terris – (Ave rara, ave rara na terra: Juvenal, Sátiras VI, 165). Algo curioso, extraordinário, inesperado, como um livro, um texto qualquer, uma teoria, pessoa, equipamento etc.
 
Barba non facit philosophum - A barba não faz o filósofo
 
Beneficium juris nemini est denegandi - A ninguém deve ser negado o benefício do direito
 
Bona fide - Boa-fé
 
Cadit quaestio – (Cai a questão, encerra-se a questão). Nada mais há para discutir.
 
Caeteris paribus – (As demais coisas invariáveis, o resto na paridade). Usada para indicar a invariabilidade das demais variáveis na explicação de um modelo teórico ou prático, como no exemplo do preço de equilíbrio entre oferta e procura na economia.
 
Carpe diem - Aproveite o dia
 
Castigat ridendo mores – ("Rindo, corrigem-se os costumes" OU "Castigar rindo dos costumes"; divisa da comédia). Usada para, diante de piada ou erro grosseiro, lembrar a verdade ou o certo.
 
Casus belli – (Caso de guerra; qualquer ato que dá origem à guerra entre países). Insulto, ofensa grave, erro grosseiro, imputar a outrem proposição errada etc.
 
Cogito, ergo sum - Penso, logo existo
 
Conditio sine qua non – (Condição sem a qual não...). Circunstância, condição ou elemento indispensável, insubstituível.
Corpus (Corpo, conjunto). Conjunto ou coleção de escritos sobre certo tema ou a produção de um autor. Usada também para se referir a determinado conjunto teórico etc.
 
Corruptio optimi péssima – (A corrupção do ótimo é péssima). Ao se corromper, o melhor torna-se o pior.
 
Cum grano salis – (Plínio, Hist. Nat., XXIII, 8; com pouco de sal). Transcrever comentando, citar enfeitando ou alterando o original, comentar com traços pessoais.
 

Cum laude – com louvor. “Diplomou-se em Letras cum laude.”

 
Currente calamo – ao correr da pena; despreocupadamente quanto ao estilo.
 
Curriculum vitae – carreira da vida; documentação pessoal. Plural: curricula vitae
 
Data venia - Dada a licença
 
De facto – (De fato). Na realidade, evento real; anterior e base para o De jure de direito.
 
De lana caprina – a respeito da lã da cabra ; sem nenhum valor. “Apresentar questões de lana caprina.”
 
Desideratum; plural desiderata – Algo desejado ou necessitado. Usada em reuniões.
 
Deus ex rnachina – (Um deus por meio de u'a máquina – um recurso absurdo a que o teatro recorre ao descer, de súbito, no cenário um personagem ou coisa absolutamente inesperada e incrível que "explica" uma situação complicada demais). Alusão a grande embaraço ou dificuldade não superada logicamente; apelo a recurso forçado de autoridade a outro argumento qualquer. Também usado, com menos freqüência, no sentido de pessoa cuja influência é preponderante em qualquer decisão.
 
Dies irae – o dia da ira
 
Difficilior lectio potior – (A lição mais difícil é a mais valiosa, meritória). Usada com o sentido literal.
Divide ut regnes – (Divide para que reines). Divisa dos conquistadores de impérios, lema de estratégia de guerra. O mesmo que divide et impera (divide e impera).
 
Fumus boni iuris - Fumaça do bom direito
 
In dubio pro reo - Na dúvida a favor do réu
 
Ius manendi, ambulandi, eundi, ultro citroque - Direito de permanecer, de andar, de ir de um lado a outro 9 Direito de ir e vir)
 

 

 
 
Magister dixit – (O mestre disse). Argumento - FALACIOSO - de autoridade. - Durante a Idade Média, também conhecida como "Idade das Trevas", a palavra mais atribuída que escrita ou proferida por Aristóteles era usada como argumento final. Se "Aristóteles", o Magister, disse, quem contradissesse corria sérios riscos. Inclusive de vida...
 
Magnum opus - (Grande obra). Para indicar a maior obra do autor, segundo quem a emprega num dado contexto. Bastante subjetiva, pois conforme o autor ou a área, dentre sete obras de Marx, qualquer uma pode ser considerada a grande, a maior. Qual a maior obra de Maquiavel: Discurso sobre as décadas de Tito Lívio ou O Príncipe? e a de Rousseau: Discurso, Contrato, Emílio ou Devaneios?
 
Medice, cura te ipsum – médico, cura-te a ti mesmo
 
Memento mori – lembra-te que vais morrer. Conta-se que, num cortejo em saudação a um potentado romano que era recebido em festa após massacrar adversários do Império, mantinha um escravo atrás de si segurando a corroa de flores e repetindo sempre: "Lembra-te que és apenas mortal".
 
Modus vivendi – o modo de viver; estilo de vida
 
Mutatis mutandis – (Mudando o que deve ser mudado). Fazendo as alterações necessárias. Usada para indicar correções, revisões.
 
Natura non facit saltus – a natureza não dá saltos.
 

Necessitas non habet legem – a necessidade não tem lei.

 
Nec plus ultra – nada existe superior.
 

Ne sutor ultra crepidam – sapateiro, não vá além da sandália

 
Nemo iudex in causa sua - Ninguém pode ser juiz em causa própria
 
Nemo tenetur se ipsum accusare - Ninguém é obrigado a acusar a si próprio
 
Nihil obstat – (Nada obsta, nada impede). Licença de publicação de textos pelas autoridades eclesiásticas, semelhante a Imprimatur (imprima-se).
 
Nihil novi sub sole – nada de novo debaixo do sol.
 
Doctus cum libro – (Sábio com o livro). Pessoas que ostentam saber livresco, sem raciocínio. Mestres que dão aulas e só sabem o que está no livro ou na ficha, evitando questões dos alunos.
 
Dramatis personae – (Os personagens da peça teatral). Os componentes do grupo, os clássicos ou os autores envolvidos na discussão de tal assunto etc.
 
Enchiridion (encheiridion) – (Em grego: Manual). Livro de leitura e consulta freqüente. Vade mecum. Há um livro, de excelente conteúdo, chamado Enchiridion ou Manual do filósofo estóico Epiteto.
 
Ecce homo – eis o homem - palavras supostamente ditas por Pilatos à multidão, segundo a mitologia cristã.
 
Errare humanum est – errar é humano.
 
Erratum (singular) – Relação ou indicação de um erro de imprensa em algum texto. Usa-se também a palavra Corrigenda no sentido de errata - Errata (plural)
 
Esto brevis et placebis – sê breve e agradarás.
 
Et caetera – (ETC, E outros). Usada para indicar seqüência não encerrada; havendo mais elementos.
 
Et sequentes ou et sequentia – ( E os seguintes ou e a seqüência). Para indicar o número das páginas de alguma citação ou referência, abreviada em et seq.
 
Eureka – (Em grego, achei). Exclamação de Arquimedes, ao descobrir, durante o banho de imersão, a lei do peso específico dos corpos. Exclamação proverbial de surpresa e alegria na solução de um problema.
 
Ex abrupto – (De repente). Tratar de algo sem preparação, sem introdução, direto ao assunto.
 
Ex ante – Antes, julgar ou deduzir antes de ter os dados completos.
 
Ex abundantia cordis – (Da abundância do coração; Do fundo do coração; Com toda a sinceridade.). Sinceramente, sem rodeios ou segundas intenções.
Ex cathedra – (Da cadeira, alusão ao pronunciamento do Papa, ou de juízes cujo veredicto é inapelável). Com autoridade, com conhecimento de causa, pessoa especialista no assunto.
 

Ex digito gigas – pelo dedo (se conhece) o gigante.

 
Ex nihilo nihil – nada (se forma) do nada.
 

Ex officio – por dever do cargo. “O juiz recorreu da sentença ex officio.”

 
Ex ungue leonem – (Reconhecer pela unha o leão). Julgar o todo pela parte. Usa-se também ex pede Herculem no mesmo sentido.
 
Festina lente – apressa-te devagar.
 
Frangar, non flectar - Quebro, mas não me curvo!
 
Grosso modo – De modo geral, por alto, sem penetrar no âmago da questão. Grosso modo já indica maneira, no precisando de preposição; ATENÇÃO: a grosso modo é expressão errada.
 
Hic et nunc – (Aqui e agora) Dar destaque no momento, no contexto,
 

Homo homini lupus – (O homem é lobo do homem, ou o homem é lobo ao homem). Atribuída a Hobbes e usada para indicar o sentimento egoísta do homem.

 
Homo hominum diabolus – (O homem é diabo dos homens, aos homens). Usada no mesmo sentido que Homo homini lupus.
 

Homo oeconomicus – (Homem econômico; grafia latina que conserva o étimo grego: oikos, presente também no alemão). Evitar escrever economicus, embora logo seja considerado, pelo uso, como forma correta. Abstração cujo sentido encerra, segundo alguns, a própria definição de economia: uso racional de recursos limitados, maximizando vantagens e minimizando custos, perdas.

 

Honoris causa – por uma causa honrosa. “Receber o título de doutor honoris causa.”

 
Hypotheses non fingo – (Não invento hipóteses; atribuída a lsaac Newton). A melhor explicação para um fenômeno é aquela que menos hipóteses exige.
Ibidem ou ibid. - (No mesmo lugar). Usada para evitar repetir citações ou referências.
 
In dubio pro reo – (  havendo)  dúvida, decida-se a favor do réu
 
In loco – no lugar
 
In medio virtus – a virtude está no meio
 
In memoriam – em lembrança de; usado em convites de casamento, de formatura; em placas e monumentos.
 
In vitro – no vidro; no tubo de ensaio
 
Imprimatur – (Imprima-se, pode imprimir). Expressão usada para confirmar a aceitação do texto como correto.
 
In cauda venenum – (O veneno está na cauda: em alusão a escorpião). Qualquer texto cuja crítica se encontra no fim. Elogios no início e críticas no final da argüição de teses, em discursos etc.
 
Lapsus calami – (erro da caneta). Erro de transcrição ou erro inadvertido do próprio autor.
 
Lapsus Iinguae – (Erro da língua). Erro oral de distração.
 
Lato sensu – (Em sentido amplo). Sem descer a minudências, genericamentemente.
 

Libido dominandi – (Desejo inato ou forte de dominar). Impulso por conquistas ou esforço e planos para atingir o poder.

 
Loco citato ou Ioc. cit. – (No local citado). Na passagem citada, sem repetir a citação completa.

Nolens volens – (Querendo não querendo). Sem outra alternativa. Bon gré mal gré do francês, quer queira quer não.

Noli me tangere – não me toques.
 
Nosce te ipsum – conhece-te a ti mesmo.
 
O sancta simplicitas – (Ó santa simplicidade; palavras atribuídas ao tcheco João Huss (1369 – 1415) ao avistar uma velha a atirar lenha na fogueira em que ardia, condenado por excomunhão do Papa Alexandre V). Usada em várias ocasiões, dentro do sentido original ou em alusão.
 

Omnia mea mecum porto – (Levo comigo tudo o que tenho: resposta do filósofo Bias aos seus concidadãos, em fuga pela ameaça do exército de Ciro, todos levando suas riquezas e estranhando Bias sem nada como tesouro, além do seu saber). Muito usada para ocasiões diversas, com analogia ao Bias original.

 
Panem et circenses – (Pão e circo). Expressão usada por senadores romanos para indicar que ao povo bastam o alimento e os espetáculos para se acalmar.
 
Panta rhéi – (Em grego; tudo flui). Atribuído por Aristóteles a Heráclito. Usada no sentido literal, para indicar processo, mudança, evolução.
 
Pari passu – no mesmo passo.
 
Persona non grata – pessoa não grata (indesejável).
 
Pons asinorum – (Ponte dos burros). Prova pela qual deve passar o candidato a prosseguir os estudos. A origem da expressão é o teorema de Pitágoras, cuja demonstração constituía prova para se iniciar nos estudos filosóficos.
 
Primum vivere, deinde philosophari – primeiro viver, depois filosofar.
 
Primus inter pares – (O primeiro entre os iguais). Para indicar que alguém tem precedência, mas de igual autoridade que os demais.
 
Res judicata pro veritate accipitur - A coisa julgada é tida como verdadeira
 
 
Sic transit gloria mundi – assim passa a glória do mundo.
 
Timeo Danaos et dona ferentes – temo os gregos e os presentes que dão. (Cf. “presente de grego”, no caso o cavalo de Tróia)
 
 
Traduttore, traditore – (Italiano, tradutor, traidor). Toda tradução é fatalmente infiel ao pensamento do autor no texto original. Devem-se ler os clássicos, de preferência no original. Para isso, o domínio do idioma é indispensável.
 
Ubi non est justitia, ibi non potest esse jus - Onde não existe justiça não pode haver direito
 
Urbi et orbi - para a cidade (de Roma) e para o mundo. “O Papa costuma dar sua bênção urbi et orbi da janela de seus aposentos.”
 
Vae victis! – ai dos vencidos! - Frase atribuída a Júlio César que, ao derrotar os Gauleses assim respondeu quando solicitaram a diminuição dos tributos exigidos.
 
Vade mecum – (Vai comigo). Igual a Enchridion, livro que se leva sempre junto para leitura. O texto de Maquiavel O PRÍNCIPE tem sido o vade mecum de muitos estadistas.
 
Verba volant, scripta manent – as palavras voam, os escritos permanecem.
 
 

 

 

 
Copyleft © LCC Publicações Eletrônicas Todo o conteúdo desta página pode ser copiado e divulgado para fins não comerciais. É educado sempre citar a fonte...